IDEIAS

THELIRANTES

DONA IVONE LARA: NAS ASAS DA CANÇÃO

Atualizado: 17 de Set de 2018

Roda de Samba reúne 74 mulheres para homenagear Dona Ivone Lara, na reabertura da Casa do Jongo da Serrinha, no Rio de Janeiro


Em parceria com coletivo #AZ_PRETAZ - Mulheres Negras e Indígenas da Comunicação e da Tecnologia a Agência TheLírios registrou em 31 um de março de 2018 a homenagem realizada por grupo de 74 mulheres a Dona Ivone Lara, no dia da reabertura da Casa do Jongo, na Serrinha, no bairro de Madureira, no Rio de Janeiro. Nesse dia histórico esse grupo de mulheres composto pelos coletivos: Amigas Do Samba (SP), Samba Da Elis (SP), Flor Do Samba (RJ), Moça Prosa (RJ), Roda De Samba Maria Navalha (CO) honrou o legado deixado por Dona Ivone Lara, a grande dama do samba e seus 97 anos de história, reunindo em uma grande roda de samba com mulheres do Rio de Janeiro, de São Paulo e Curitiba unidas em cantos, ritmos, instrumentos, almas e corações apaixonados pelo samba.


Ao longo de quase 1h30 o grupo executou mais de 3o músicas, embalando o público que lotou a sede cantando e dançando ao som de clássicos da dama do samba como: "Sonho Meu!" (Dona Ivone Lara e Delcio Carvalho), "Tiê Tiê" (Dona Ivone Lara, Hélio e Mestre Fuleiro), "Bodas de Ouro" (Dona Ivone Lara e Paulo César Pinheiro), "Acreditar" (Dona Ivone Lara e Delcio Carvalho), "Tendência" (Dona Ivone Lara e Jorge Aragão) entre muitas outras. A iniciativa foi realizada via um financiamento coletivo, e contou também com o apoio de várias organizações e grupos que se organizarem em função da reabertura da Casa de Jongo, um espaço importante para a manutenção da memória do jongo e do samba, na cidade do Rio de Janeiro, que vem sofrendo muito com a falta de apoio das instituições públicas cariocas.

Durante o evento TIA CIDA entregou um prêmio em homenagem a TIA MARIA do Jongo, pela sua importante contribuição para a manutenção das culturas de matrizes africanas. É importante lembrar que a G.R.E.S Império Serrano, nasceu no quintal da casa de Tia Maria. Ou seja, reconhecer a importância da presença feminina pra que manifestações culturais como o samba e o jongo sobrevivesse até os tempos atuais.


A RESISTÊNCIA DAS MULHERES NO SAMBA

Dona Ivone Lara e Clementina de Jesus

Cantora e compositora, conhecida como a vanguarda da composição feminina dentro do samba. Aos 12 anos, compôs seu primeiro samba "Tiê". Em 1966, tornou-se a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores de escola de samba, a Império Serrando, com a música “Os cinco bailes da história do Rio". Formada em enfermagem e serviço social atuo no na área até se aposentar em 1977. A partir daí passou a dedicar-se exclusivamente à carreira artística até falecer.

Ao se tornar a primeira compositora de sambas-enredo, ela rompe com a tradição de que a mulher apenas fazia parte do coro e ganha projeção e respeito no mundo do samba. Com vigor e competência, mostra as suas composições poéticas e harmoniosas, além da sua voz, que hoje é um dos registros mais sublimes e tocantes da música brasileira (Andressa Romanek).

Dona Ivone Lara foi uma mulher pioneira dentro do samba, que rompeu barreiras, enfrentou o machismo, "abriu o caminho para que outras mulheres conquistassem oportunidades na ala de compositores e com isso alcançassem espaço e sucesso no mercado fonográfico".

A Agência TheLírios já realizou uma série de produções audiovisuais, como o projeto com a premissa de de promover o protagonismo das mulheres na preservação da memória da música negra no Estado do Rio de Janeiro. Realizamos projetos como o videoclipe do Por ser Mulher, do grupo Moça Prosa, o Sambas e Dissembas - oficinas de capacitação e rodas de samba-conversação porque acreditamos em nossa missão de difundir ao máximo conteúdo produzido e protagonizados por mulheres negras.


FONTE:

CATARSE


AUTOR:

Aline Lourena é atriz, cineasta, pesquisadora, diretora executiva e fundadora da TheLírios, É mestre em Comunicação e Cultura (PPGCOM-UFRJ), graduada em Audiovisual pela UFRJ, e formada em roteiro cinematográfico pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Responsável pela coletivo #Az_Pretaz - Mulheres Negras e Indígenas da Comunicação e da Tecnologia e apresentadora do programa de rádio, Na Onda das Pretas (Rádio MEC/EBC).

Instagram: @alinelourena

Facebook: @alinelourenaoficial

QUEM SOMOS

 

Fundada em 2009, a A TheLírios é uma empresa que integra a cadeia produtiva do audiovisual carioca com importantes trabalhos realizados para clientes privados e órgãos públicos, além de criar, produzir e realizar filmes e programas para diversas janelas de exibição.

  • Preto Ícone YouTube